Monitoramento Musical: 10 perguntas para fazer antes de escolher o melhor sistema

Monitoramento Musical Connectmix

Bom seria se todo cantor, banda ou dupla que escolhe a música como fonte de renda explodisse a cada lançamento musical, tivesse uma vendagem espetacular, suas canções disputassem o ranking das mais tocadas  em centenas de emissoras espalhadas pelo Brasil, e ainda se tornasse conhecido nacional e internacionalmente. Sabemos que para muitos isto é uma realidade, mas para a grande maioria, é preciso muito trabalho e dedicação para ver sua música sendo a mais tocada da sua praça e ir crescendo. Mas qual a melhor forma de realizar um monitoramento musical e gerenciar este crescimento? Você sabe onde sua música está tocando agora?

Hoje a nossa conversa será sobre algumas questões que todo artista tem dúvidas. Qual o melhor sistema de monitoramento musical para minha carreira?  Mas antes de responder esta pergunta, é preciso fazer algumas outras.

Independentemente do nível de reconhecimento alcançado por um cantor, é necessário uma equipe que trabalhe para que suas músicas toquem em baladas, reuniões de amigos e principalmente em emissoras de rádio, sendo esta última uma das principais pontes entre artistas e fãs.  Em pesquisa realizada pelo Kantar Ibope Media comprovou-se que 52 milhões de indivíduos estão sintonizados diariamente em uma emissora de rádio, sendo que 94% deles estão ligados mesmo é na programação musical. E como saber se sua música foi executada alguma vez? Somente através de um monitoramento musical.

Então aqui está a primeira pergunta que você deve se fazer:

1. Quais os objetivos de um artista ao utilizar um sistema de monitoramento musical?

 seguem nossos pensamentos, então nada mais justo que ter em mãos informações em tempo real de onde e quando sua música está sendo tocada e trabalhar em cima desses dados para garantir ainda mais fãs e consequentemente mais trabalho. Essa é uma forma do músico saber exatamente o ciclo de vida de suas músicas e acompanhar o trabalho de seu divulgador artístico em determinadas regiões, principalmente naquelas que seu trabalho não está sendo tão divulgado como nas outras.

Até porque muitos artistas que não tem um sistema que cuide desses processos estão cientes de seu sucesso e sabem que suas músicas estão sendo ouvidas somente pela forma que conduzem dezenas de shows mensais e pela quantidade de DVDs vendidos. A dúvida é a seguinte, será que essas celebridades sabem informar em um curto espaço de tempo em qual região ou praça essas músicas tocam com maior frequência? Sem um programa eficaz e uma equipe capacitada no assunto nenhuma informação pode ser tão rápida e precisa.

Leia também:  Profissão Músico – Qualificação e Ferramentas

 

2. Em qual momento da carreira deve-se contratar o monitoramento musical?

Diante do ditado popular “tempo é dinheiro”, o melhor momento para se contratar um sistema é quando sua música começar a tocar em uma emissora de rádio. Deve contratar um sistema no momento você fizer capaz de monitorar seu trabalho e oferecer dados precisos e concretos, não simplesmente uma breve amostragem do que você solicitou. Basta que esses estejam atentos ao que realmente querem monitorar como por exemplo: nível de detalhamento e a periodicidade de atualização que necessita dessas informações.

Obvio que quem solicita esse tipo de serviço busca informações em um curto espaço de tempo e com garantia de credibilidade no que está recebendo, até porque tem muitas questões a serem tratadas e não podem ficar pendentes devido a dados improváveis ou não recebidos.

 3. Quem são os clientes da empresa que estou cotando serviços?

Essa é uma pergunta corriqueira que realizamos quando estamos prestes a solicitar algum tipo de serviço que envolva a nossa credibilidade e consequentemente da prestadora de serviço que buscamos. E quando a resposta não é imediata ou somos envolvidos com questões que tiram a atenção para esse assunto? Nasce a famosa “pulga atrás da orelha” e bate uma insegurança em seguir em frente.

Na era do compartilhamento de informações, buscar saber como é o produto diretamente de quem já utiliza é a melhor forma. Seus concorrentes utilizam? Quem utiliza está no mesmo perfil que o seu? O que tem de mais importante na hora de contratar um serviço é a confiança dos atuais cliente.  E você sabe onde mais de 50% dos artistas top 100 Brasil fazem o monitoramento de suas músicas?

Depoimento Hugo e Tiago – “Connectmix: Um Raio X em tempo real de quantas vezes nossa música está sendo executada por dia”.

Depoimento Gustavo Lima – “Melhor ferramenta para sabermos onde está tocando nossas músicas”.

 

4. Você pode ter diversos usuários?

Sim, isso é fundamental! Em um mundo onde a colaboração entre diversos departamentos de uma empresa trocam informações para agilizar seu trabalho, a possibilidade de ter usuários adicionais em um sistema torna-se um quesito obrigatório. Já pensou que você pode fornecer um acesso para seus divulgadores locais e permitir que eles mesmos acompanhem o rendimento dos seus serviços? Legal, né!

5. O software de monitoramento oferece um bom atendimento/ suporte?

Somente depois de contratar os serviços de monitoramento que o artista terá certeza se vai ou não obter o apoio que precisa. Afinal de contas, nada mais frustrante que buscar soluções e essas virem acompanhadas com inúmeras questões sem resposta, ou serem solucionadas somente depois do cliente responder inúmeros formulários sem prazo certo de entrega. Talvez nesse momento, a sua dúvida poderá ser outra.

6. A Ferramenta é de fácil utilização e oferece atualização?

Customer success, já ouviu esta expressão? Pois bem, dentro da indústria de software por assinatura (SaaS), o termo significa suporte premium. Nada pior do que acessar uma ferramenta que mais parece um painel de uma Ferrari, ou seja, você até pode dirigir, mas depois de muito estudo e treinamento. Procure um sistema fácil de gerenciar. Algo que você possa fazer funcionar e já ver seus resultados em pouco tempo. É preciso que você consiga trabalhar sozinho. Além de facilidade, atualização em tempo real também é importante. Saber por exemplo, se suas músicas são as mais executadas em uma cidade que está prestes a fazer show, nesse caso, é impossível esperar uma semana, muito menos um mês para receber tal informação. Já pensou em surpreender uma emissora com uma ligação agradecendo por tocar sua música?

7. Permite extrair relatórios de forma automatizada?

Como é o sistema para gerar relatórios? Em tempo real, diário, semanal ou mensal? Pode fazer censura? Consegue selecionar informações? Em questão dos relatórios que um artista precisa as variações são muitas. É preciso que você avalie se o que você realmente considera importante para sua carreira então, avalie as formas oferecidas pela ferramenta e a maneira como você terá acesso a elas. Por quanto tempo o sistema armazena suas informações? Você consegue fazer comparativos entre um lançamento musical e outro? Faça uma lista de perguntas que você gostaria de saber e só aí discuta o que realmente importa.

 

8. Existe mobilidade no uso?

Todo artista quer ter sua agenda lotada de show. Se o trabalho de divulgação está funcionando, isso vai acontecer e você irá viajar muito! E se estiver na estrada grande parte do seu tempo, também é fundamental que o sistema de monitoramento musical que você escolheu para gerenciar sua carreira tenha uma certa mobilidade. Poder ser acessado a qualquer hora do dia, tanto no PC quanto no smartphone. Então aqui está mais uma dica: a mobilidade é de extrema importância no seu sistema de monitoramento musical.

 

9. Pode testar antes de comprar?

Enfatizamos aqui a importância do cliente testar o sistema e sentir quais são as principais necessidades pela qual busca esse serviço e se os mesmos estão atendendo as expectativas solicitadas. Um trial é poder conferir na prática se tudo que você deseja realmente será atendido. O tempo de trial pode variar muito. Não fique apenas comparando se uma empresa dá 10 dias ou 30 dias de uso gratuito. Avalie se a informação fornecida no prazo menor é melhor que a outra. Lembra o que falamos no item 6?

Na Connectmix, por exemplo, como o sistema trabalha em tempo real e permite que o artista acompanhe o exato momento da execução de suas músicas, o prazo para testes da ferramenta é de dez dias.

10. Tempo de contrato?

Qual a permanência mínima em uma ferramenta como esta? Tudo depende do objetivo que você tem. Mas garanto pra você que depois de descobrir os benefícios que o monitoramento musical vai trazer para sua carreira você não vai mais querer deixar de utilizar a ferramenta. Contratos mais longos tendem a ser mais baratos ou com alguns “brindes” adicionais que podem valorizar a utilização da ferramenta. Mas se ainda tem dúvidas ou quer avaliar melhor, comece por planos trimestrais e depois é só dar aquele “up” e mudar o plano para usufruir de todas as vantagens.

E aí, agora você está mais preparado para escolher um sistema de monitoramento musical?

Então aproveite que você já está aqui e solicite agora mesmo o seu teste gratuito. Monitorar suas músicas e faça sua carreira decolar!

QUERO TESTAR GRATUITAMENTE POR 10 DIAS

Fontes:

Run.It Blog

Excellence Blog

Estadão

Share Button

Deixe uma resposta